quinta-feira, 23 de junho de 2016

Carta aberta às Hospedagens, Creches, Adestradores e Estabelecimentos de Banho e Tosa


                Prezados senhores meu nome é Carmen Cocca, sou médica veterinária formada em 1988 pela Usp, com especialização em homeopatia e atuante na área de medicina veterinária holística há 10 anos, idealizadora e gestora do site de medicinas naturais para animais Bicho Integral e da loja virtual e blog que complementam essa gama de informações relacionadas a cuidados naturais com cães e gatos . Dentro dessa visão médica integralista, procuramos buscar sempre tratamentos que sejam mais naturais e não por isso menos eficientes, utilizando homeopatias, fitoterápicos, florais, óleos essenciais e outros produtos naturais no controle de parasitas externos e internos, protocolos modernos, enxutos e atuais de vacinação , manejo alimentar com dietas caseiras balanceadas e indicações de manejo comportamental condizentes com um novo olhar sobre o cuidar animal.
Acontece que venho tendo problemas recorrentes com estabelecimentos que insistem em cobrar dos tutores a utilização de produtos inseticidas, vermífugos e vacinas em protocolos ultrapassados, agressivos e tóxicos, impedindo que condutas médicas naturais sejam levadas a cabo e forçando a interrupção de tratamentos de sucesso em pacientes sobrecarregados com tantas químicas. A intenção dessa carta é a de alertá-los de que condutas naturais acompanhadas por veterinários capacitados para tal devem ser respeitadas e até mesmo festejadas por profissionais como os senhores que estão realmente  preocupados com a saúde dos pets que atendem em seus estabelecimentos . Ao considerarem nossos protocolos de profilaxia como não eficientes, estão desconsiderando o respaldo científico já existente na área e utilizado por profissionais como eu e muitos outros que reciclam seus conhecimentos em cursos específicos, especializações, livros e congressos. Gostaria que respeitassem esses novos protocolos e se dispusessem a não mais fazer parte dessa mentalidade  tacanha, comercial e sem ética que apenas se preocupa em perpetuar  a utilização de produtos tóxicos e agressivos que vem fazendo de nossos pets /bichos de estimação verdadeiras enciclopédias de doenças em vez de torna-los mais saudáveis e felizes.
Minha indicação para os clientes que encontram estabelecimentos que diante de um protocolo natural de controle de doenças parasitárias e infecto contagiosas são refratários a aceitá-lo , mesmo com indicação e acompanhamento médico , é que busquem outros estabelecimentos que estão abertos a reconsiderar velhas  condutas e paradigmas e que sejam respeitosos  com relação às escolhas dos tutores decididos a abandonar condutas de interesse econômico em detrimento da saúde de seus pets.



Além de me manifestar com relação a essa conduta que considero abusiva, gostaria de chamar colegas que tem a mesma linha de atuação médica e que pactuam com esse forma de pensar a saúde a também manifestarem-se  para que juntos possamos modificar essa página tão mal escrita no cuidar animal. 

Saudações holísticas!

domingo, 10 de abril de 2016

Dicas pra passar feriados, finais de semana e férias mais prolongadas com a turma peluda



Já se organizou para as festas de final de ano com relação ao que vai fazer com os peludos? 
Algumas questões são bem importantes para alguns e outras para outros dependendo do bicho que você tem e dos cuidados que eles podem requerer nessa época do ano. As dicas servem também para viagens em feriados e finais de semana se você os levar ou deixá-los em casa ou hospedados!

Vai ficar em casa?
Vai receber pessoas em casa nas festas? Já se organizou pra isso? O cão ou gato que dorme na sala em cima do sofá, vai ter que ceder o espaço pra visita? Eles são anti-sociáveis ou não estão acostumados com uma movimentação intensa em casa? Já pensou em como vai organizar esse meio de campo? Se o cão tá acostumado a dormir dentro de casa não vai querer coloca-lo na rua agora, certo? Então providencie um espaço adequado onde ele possa ficar bem, perto de você, sem incomodar ninguém e sem ser incomodado também. Faça a mudança de forma gradativa algumas semanas antes da data prevista para a chegada do pessoal. Ele tem medo de fogos? Fica arredio, agressivo ou apavorado? Então providencie algo que melhore esse estado mental pra que não estrague a festa. O que por exemplo? Uma caminha confortável em um local aconchegante, um local que não seja passagem, petiscos naturais e brinquedos para entretê-lo, florais para situações diversas como o medo por exemplo, adaptação, presença de crianças e novos bichos no ambiente, algumas homeopatias como o fator Estresse pet ou o Anizen para minimizar o estresse que essas alterações ambientais podem causar. Importante saber que nada disso funciona se você não determina limite aos seus bichos e se eles não estão devidamente socializados, daí já é assunto pra muita conversa extra! Gosto muito de indicar as caixas de transporte como caminhas/casinhas, pois é o lugar onde o bicho se sente mais a vontade, acomodado e protegido, principalmente em caso de fogos e tempestades, mas pra isso, igualmente como na maioria das outras situações temos que trabalhar no dia a dia dele. Se ele não descola de você, mantenha-o por perto, sem querer de uma hora pra outra colocá-lo em um local isolado onde ele nunca ficou pois isso vai propiciar mais estresse ainda! Preparar-se com antecedência ainda é a melhor opção.

Vai deixar os peludos em casa?
Programe-se muito bem, certificando-se de que quem virá alimentá-los realmente virá, que é uma pessoa de confiança e responsável. O plano B é sempre bem vindo caso o primeiro cuidador tenha algum problema e não possa comparecer. Não é apenas alimentar e sair correndo os cuidados que necessitam esses seres. Lavar comedouro e bebedouro, trocar a água diariamente, recolher fezes, lavar o local onde ficam, se necessário, são atitudes que se esperam de cuidadores comprometidos, principalmente os prestadores de serviço contratados.  Passear com o cão pode ser uma opção dispensável principalmente se ele não está acostumado com o passeador e isso pode gerar mais problemas do que bem estar, como fugas, trancos na guia, machucados, traumas e etc. Certifique-se sempre de que a pessoa que cuidará dos seus amigos é um “ser do bem”.

Viagem
Vai viajar e vai levar a galera peluda?  Alguns hotéis já aceitam pets como hóspedes dentro de suas instalações, outros indicam hotéis para cães nas redondezas sendo que você pode passar por lá e leva-lo junto em alguns passeios mas também pode optar por não levá-los em outros.  De qualquer forma é sempre interessante levar junto o kit viagem com a caminha, brinquedos, alimento a que está habituado (AN ou ração), água mineral se for o caso, protetor solar, coleira e guia, bebedouro e comedouro, kit de medicamentos de emergência/ kit natureba e tudo o mais que ele está acostumado e que pode mantê-lo mais próximo do seu dia a dia e da sua rotina doméstica, sem cheiros estranhos. Se você tem o excelente hábito de alimentá-los com Alimentação Natural não deixe de se programar pra fazer as porções, congelar e acondicionar para transporte organizando-se para a quantidade de dias que vai ficar viajando com ele(s). Se você não quer ou não pode fazer, acondicionar, transportar ou armazenar as comidinhas feitas por você, que tal pensar em levar uma versão em lata sem conservantes, fácil de transportar e armazenar? A linha Pet Delícia de alimentos caseiros para cães e gatos é uma excelente pedida!
 Importante escolher locais que tem uma área de socialização externa, com gramado, sombra, brinquedos, assim como área coberta para caso de mau tempo. A presença de cuidadores para brincarem e cuidarem dos peludos também é muito importante. Outro fator que deve contar para ajudá-lo a escolher o melhor local para a turma peluda é poder optar por não usar as famigeradas químicas anti-pulgas e anti-carrapatos, mas utilizar repelentes naturais como o neem, o P&P talco e P&P animal glóbulos sem a obrigatoriedade de envenenar seu bicho nas férias! Fizemos um post sobre controle natural de parasitas de cães e gatos de forma natural. Dê uma boa lida nas dicas!
As vacinas e a obrigatoriedade de fazê-las para hospedagem e mesmo para simples banhos em petshops é outra coisa que incomoda muito. O Vaccicheck deve ser suficiente para demonstrar a imunidade do peludo com relação às vacinas core. Se você ainda não está por dentro dos novos protocolos vacinais anuais, sem abusos, sem visão comercial estrita e baseado em trabalhos científicos da imunologia veterinária internacional e também na prática clínica de grandes nomes da Medicina Veterinária comprometida com o paciente e não apenas com o lucro que ele gera, acho que está na hora de você ler o artigo da Dra. Sylvia Angélico que explica vários desses pontos de forma científica e didática. Leia aqui. Portanto,  hotéis e estabelecimentos de banho e tosa devem se adequar a essa nova realidade, de que existem tutores que não estão dispostos a modificar hábitos saudáveis deixando seus queridos bichos a mercê de regras sem embasamento científico, baseadas em informações retrógradas e ultrapassadas relacionadas aos cuidados com controle de parasitas e doenças infecto contagiosas. Uma boa inspeção de cada peludo na chegada ao local, feita por um veterinário consciente de visão equilibrada, pode evitar todas essas químicas e excessos! Cobre isso dos estabelecimentos que você e o seu peludo frequentam!
Vai levar para a casa do parente ou do amigo?  Certifique-se de estar levando tudo o que precisa para que as festas de fim de ano sejam regadas a alegria e descontração. Leve guia e peitoral para levar seu peludo ao passeio ou mantê-lo sob controle em situações que sejam necessárias. Novamente a caixa de transporte aqui é uma excelente opção para manter o seu amigo seguro e fora de circulação se isso for necessário. No translado de carro não deixe de fixá-lo no cinto de segurança para que possa transportá-lo de forma segura. Para isso existe no mercado um adaptador de cinto de segurança que permite acoplar de forma segura o cinto do carro a argola do peitoral. Forre os bancos do carro para melhor higiene em caso de vômitos, xixis e fezes. Leve panos e álcool gel para limpar as sujeirinhas e não esqueça dos saquinhos para recolher a caca! Nunca leve seu cão dentro do porta malas fechado!!!!!! Mantenha o interior do carro arejado! Não permita que o cão coloque a cabeça pra fora do carro pois além de você levar uma multa, ele pode se machucar, te atrapalhar à direção e ainda fazer uma otite, rinite e/ou conjuntivite por vento e friagem!

Alimentação e água
Não esqueça de levar água fresca em um isopor ou bolsa térmica. Evite as embalagens de plástico e dê preferência às de vidro, sempre! Se o seu bicho come ração, leve-a. Nem sempre no lugar pra onde você vai encontrará a mesma marca de ração que costuma usar no dia a dia e não seria nada interessante ter que mudar o alimento abruptamente e encarar uma diarreia no meio das suas férias, certo? 
Seu bicho é integral e come Alimentação Natural (AN) caseira balanceada? A melhor opção é fazer as porções completas congeladas (sem os complementos que devem ser adicionados na hora ou suspensos durante viagens curtas de até uma semana). Com as porções congeladas bem embaladas para não descongelarem fica fácil e prático de se organizar durante seus passeios. Outra possibilidade é usufruir da praticidade de boas marcas de alimento natural caseiro congelado para cães presentes no mercado como a Pet delícia por exemplo que tem apresentação em lata (sem conservantes químicos) que dispensa o congelamento ou acondicionamento refrigerado.
Aliás, quanto menos alimento no translado melhor! Menores serão as chances dele vomitar ou ter diarreias.
Outro quesito importante é lembrar que alimentos com condimentos que o bicho não está acostumado não são indicados. Sempre que for experimentar algo novo tem que que ser de forma gradativa. Então, CUIDADO COM RESTOS DE CEIAS! maioneses, caldas doces, doces, comidas condimentadas NÃO SÃO APROPRIADAS para a tchurma peluda!!!! OK? Agora, se o perú, chester, arroz branco (SEM PASSAS e sem CEBOLA), vegetais e tudo o mais já estiver no cardápio dele, porque não?

Outras dicas importantes sobre viagens com os cães :
  • Coloque uma plaquinha de identificação SEMPRE! Com seus dados gravados, de forma legível e que não se apague. Perder um cão em locais movimentados  é muito comum e você pode terminar suas férias de forma trágica se não se preparar pra isso.
  • Leve um kit de emergência principalmente se o seu bicho for integral! Não se acham produtos desses com facilidade por aí. Veja a postagem que fizemos pra você sobre esses cuidados aqui.
  • Não esqueça a carteirinha de vacinas com a vacina de raiva de  “obrigatoriedade  anual” em dia para não ter problemas de fiscalização.  Apenas a anti rábica é obrigatória!
  • Identifique clínicas veterinárias no trajeto e no destino, inclusive que atendam emergências, e deixe os contatos desses locais sempre a mão.
  • Verifique se os locais onde pretende passear e hospedar-se aceita cães do porte e temperamento do seu! Aliás, se o seu amigão não é lá muito educado, talvez fosse uma excelente ideia você traçar uma outra estratégia que não fosse a de levá-lo junto (hospedagem ou cuidador em casa) e já se programasse para no próximo ano ajustar seus probleminhas de comportamento como latido excessivo, indisciplina, agressividade e tantos quadros comportamentais desagradáveis que na maioria das vezes são deixados de lado e vão agravando-se a cada dia. Educação canina com profissionais capacitados e o uso de medicina holística (homeopatia e acupuntura) com acompanhamento profissional especializado é uma excelente forma de proporcionar ao seu companheiro peludo e aos humanos que irão conviver com ele bem estar, equilíbrio e saúde, sem provocar problemas com a família, vizinhos e companheiros de viagem. Não esqueça que final de ano é época de confraternizar e recarregar de forma positiva as energias pra mais um ano de realizações e vivências produtivas, harmoniosas e saudáveis!
Boas Festas !
Namastê!

domingo, 21 de fevereiro de 2016





Querendo mergulhar no Universo da Medicina Integralista Veterinária e se capacitar para cuidar da bicharada de forma mais natural ? 
Estamos realizando o 1o. Congresso Online de Cuidados Holísticos para Cães e Gatos - Holistipet feito especialmente para capacitar tutores, cuidadores, educadores, veterinários, zootecnistas, estudantes e profissionais da área de cuidados Pet para que possam aplicar princípios e técnicas simples de cuidados no dia a dia da Bicharada! Serão em torno de 25 palestras com alguns dos principais profissionais brasileiros engajados com a causa da Saúde Natural! 
Vai ficar de fora?
Precinho especial até 18/04/16
Nos vemos por lá!

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Kit de Emergência Natureba para Cães e Gatos

E chegando o final do ano e época de festas, viagens e visitas é sempre bom ter a mão um kit básico de cuidados holísticos para o seu cão, não acha? Criamos essa postagem pra complementar uma postada anteriormente que aborda os cuidados e necessidades durante as festas de fim de ano! Já olhou? Acesse aqui: Dicas pra passar as festas de fim de ano, viagens em feriados e finais de semana com a turma peluda"


Cada bicho é de um jeito e cada um tem as suas particularidades de pele, de estômago, de ânimo e portanto cada um deve ter o seu kit individualizado. Se o seu cão é do tipo medroso e que tem diarréia é um kit, se ele é do tipo destemido e que vive se metendo em encrencas é outro! Que tal dar uma olhadinha abaixo e escolher aquele mais parecido com as necessidades do seu peludo? Tenha o kit em casa e carregue-o pra todos os lados!

1 - Repel Neem spray pronto pra uso – repelente para mosquitos, pulgas e carrapatos. Use conforme indicação na descrição do produto: http://bit.ly/RepelNeemProntoBI

2 - Probiótico veterinário ( o nosso é o Microlac) – utilizar em caso de diarreia ou intoxicação alimentar. Ver dosagens e forma de usar no link http://bit.ly/probioticovetBI

3 - Específico Esser para usar em picadas de mosquitos, aranhas, escorpiões, cobras....pra uso externo e interno! Dá uma olhadinha lá na loja do Bicho Integral pra saber como usar http://bit.ly/especificoesser

4 - Fator Diprotozoo - Sabe aquela diarreia com muco e sangue ? aquele tratamento cheio de antibióticos e que acontece várias vezes por ano? Certamente não vai querer ser surpreendido por isso no meio de uma viagem certo? Esse conjunto de nosódios homeopáticos feito com protozoários confere proteção e auxilia no tratamento das doenças causadas por protozoários como GIÁRDIA, Eimeria, Isospora , Cryptosporidiose, Amebas e na prevenção da DiROFILARIOSE http://bit.ly/fatorDiprotozooBI

5- Captor é um suplemento nutricional, de resposta rápida, que pode ser usado como coadjuvante em casos de ingestão acidental de plantas tóxicas, produtos químicos, venenos, drogas e/ou alimentos estragados. É o famoso carvão ativado que ao ser dado por via oral absorve substâncias que possam vir a ser tóxicas ao organismo antes de serem absorvidas http://bit.ly/captorcarvaoativado

6 - Própolis Verde em extrato aquoso Propomax http://bit.ly/propomax-BI. Além de sua ação antimicrobiana, apresenta atividade anti-inflamatória, hepatoprotetora, antioxidante e moduladora do sistema imune. É de uso externo e interno substituindo antibióticos muitas vezes desnecessários. Sua ação antimicrobiana é tão ampla que engloba bactérias, fungos, vírus e parasitas.
Na loja virtual Bicho Integral você encontra ítens natubas para o kit de emergência
7 - Pomada de Calêndula:ação cicatrizante,anti-séptica, anti-inflamatória e analgésica indicada no tratamento de lesões superficiais como feridas, ulcerações dérmicas, escaras, queimaduras, contusões e pisaduras, cortes acidentais e cirúrgicos em cães e gatos. http://bit.ly/PomadaCAlêndulaBI

8- Rescue pet (solução stock) Pode ser utilizado para efeito calmante imediato em qualquer situação de emergência, ou quando seu animal de estimação precisar de ajuda para superar eventuais problemas emocionais e/ou comportamentais. Alguns exemplos de quando usá-lo: Visita ao veterinário, medo de barulho alto (fogos, trovões, etc.), Latido ou rosnado excessivo, choque, trauma, ou maus-tratos, adaptação à perda de um companheiro, ansiedade da separação, adaptação a um novo ambiente (casa, canil, estábulo, etc.), obsessão de limpeza, lamber ou se coçar constantemente e muitas outras situações! http://bit.ly/RescuePetBI

9 - Fator Estresse pet http://bit.ly/EstressePetBI é um composto homeopático que pode ser utilizado em situações de estresse a que os nossos bichos possam passar como por exemplo imobilizações, hospedagens, internações, desmame, vacinações, exposições e eventos com grande número de pessoas, ajudando também na socialização dos pets. Auxiliar no tratamento e prevenção de transtornos como: ansiedades, medos diversos (idas ao veterinário, banho e tosa, trovões, rojões), ausência excessiva dos donos, viagens, mudança de casa, de cuidadores, troca de ração, adoção com a grande vantagem de não causar dependência.

10 -Diasin http://bit.ly/diasin-BI é um composto homeopático que tem o poder de resolver e/ou amenizar grande parte das diarreias de cães e gatos. Tenha sempre em seu kit de viagem!

11 -Biofloral de Medo é um auxiliar para animais assustadiços, com medo de barulhos altos, tais como rojões e trovões, com pânico de contato social, que têm medo de conviver em grupo e inúmeros outros medos conhecidos e desconhecidos. http://bit.ly/Biofloral-MedoBI

12 - Homeopet Cist control não pode faltar na nécessaire do seu pet que ocasionalmente tem cistites. Se você já sabe que o deslocamento é um fator que pode vir a desencadear cistites, use-o como prevenção e também no tratamento desse desconforto http://bit.ly/Cist-controlBI



13 - Bio Floral SOS É um composto de emergência que deve ser usado quando o bicho está ou passará por situações de conflito, tais como: viagens, mudanças de ambiente, de rotina, banho, introdução de um novo animal ou criança na casa, morte do dono, morte do companheiro (outro animal criado junto), viagem do dono, mudança de tratadores, obras ou reformas, etc. O composto induz à segurança, à sensação de paz e ao bem-estar, ajudando o animal a superar os problemas e tensões eminentes. Essa é uma forma diluída pronta pra uso de um bouquet de flores de ação emergencial http://bit.ly/Biofloral-SOS-BI diferente do Rescue Pet que ainda deve ser diluído para ser utilizado, rendendo grandes quantidades de florais. Por isso a diferença de preço!

14 - Biofloral Estresse busca fortalecer as energias emocionais e espirituais, equilibrando o estado mental e com isso fortalecendo a disposição física e a sensação de bem estar. O estresse em animais pode causar queda de imunidade e levar a patologias, e em geral é ocasionado por dificuldades de adaptação a situações novas. Pode gerar agressividade, apatia e tristeza. Dinamiza a conexão com os sentimentos de segurança e proteção, condições necessárias para obtenção da cura dos sintomas de stress. http://bit.ly/Floral-estresseBI

15 - Anizen é um composto homeopático para o tratamento de cães e gatos nervosos, irritadiços, barulhentos e/ou agressivos. É um ansiolítico natural que não dopa seu bicho mas o deixa mais tranquilo e facilita seu manejo. http://bit.ly/AnizenBI

16- Homeopet Trauma http://bit.ly/HomeopetTraumaBI Essa combinação dos medicamentos homeopáticos Ruta graveolens, arnica montana, bellis perennis, hypericum perforatum, symphytum officinale é extremamente eficiente em casos de fraturas e contusões. É de uso interno, oral. Não deixe de usá-la na recuperação de cães e gatos após traumatismos de qualquer natureza (acidentes, quedas, atropelamentos etc.) e após intervenções cirúrgicas.

17 - Óleo de Arnica (Arnica montana L.) é indicado para tratar dores musculares, contusões, hematomas e inchaços. Essa dádiva da natureza apresenta ação anti-inflamatória, anestésica e adstringente. Auxilia também no alívio proveniente de dores reumáticas. Possui propriedades emolientes, evitando o ressecamento e promovendo a elasticidade da pele. Uso Externo. Deve ser usado com bandagens para evitar a lambedura. http://bit.ly/ÓleoArnicaBI



8- Homeopet Pró Gastro é para aquele peludo que vomita com facilidade por apresentar desconforto digestivo frequente ou mesmo uma gastrite crônica. Esse composto homeopático também deve ser utilizado quando o peludo passa mal devido a ingestão de algum alimento, porcaria, ou bichinho. http://bit.ly/PróGastroBI

Certamente outros medicamentos poderiam estar nessa relação, sempre individualizando caso a caso. 

Faça o kit do(s) seu(s) bicho pra vocês saírem de viagem com a segurança de terem os itens importantes pra sanar dificuldades eventuais e situações de emergência que podem acontecer nesses deslocamentos e mesmo em casa!


domingo, 25 de outubro de 2015

Saiba como escolher o melhor shampoo para seu cão e gato


Assim como na nossa pele, na pele dos nossos peludos encontramos grande quantidade de vasos sanguíneos, glândulas e terminações nervosas que sofrem os efeitos das químicas que usamos quando resolvemos banhá-los. Nesse ato de banhar podemos estar expondo nossos queridos peludos a perigos que você nem imagina.

Dentre as muitas funções da pele, maior órgão do corpo e mais externo, está a de barreira contra injúrias vindas do ambiente externo, sejam elas físicas, químicas ou biológicas, a regulação da temperatura corpórea, o equilíbrio da troca líquida do meio interno com o externo (hidratação/desidratação), o controle microbiológico através da microbiota saudável e natural da pele (bactérias e leveduras do bem) que ajuda no combate a invasores, além da função sensorial (receptores de calor, dor e neurotransmissores) e sem dúvida é um órgão de expressão do equilíbrio orgânico, onde se manifestam os desequilíbrios físicos e psíquicos. Com toda essa complexidade de funções e ainda o fato de ser o órgão de comunicação com o mundo externo, nada mais justo que a encaremos com todo o cuidado e atenção que merece.



Muitos dos produtos que encontramos hoje no mercado pet para cuidados com a pelagem utilizam a pegada “natural” para direcionar nichos de interesse e estimular vendas....só que não é bem assim! O fato de alguns shampoos incluírem alguns ingredientes naturais e/ou orgânicos misturados a uma gama enorme de químicas disfarçadas não faz dele um shampoo natural.

Ao buscarmos informações quanto aos shampoos naturais disponíveis no mercado e que poderíamos vender em nossa loja virtual nos surpreendemos com a grande quantidade de falsos naturais que encontramos, com os quais erroneamente nos dispusemos a trabalhar e estamos aqui para compartilhar tudo o que descobrimos nessa pesquisa com vocês, tutores preocupados com a qualidade dos produtos usados em seus amigos peludos.

Natural ou não?


Vamos responder a essa questão juntos, depois de verificarmos os ingredientes listados abaixo e que você certamente encontrará no seu shampoo e no dos seus queridos peludos. Esse novo conhecimento fará com que reflitamos quanto a quais shampoos vamos querer usar neles e em nós mesmos!

Lauril sulfato de sódio é um tensoativo, detergente e emulsificante que tem a função de capturar o óleo e a sujeira do cabelo humano (sim, também é usado em shampoos humanos!) e do pelame do cão e do gato. Só que ele tira todos os óleos, ruins e bons, da superfície do pelo e da pele e podem inclusive causar irritações na pele dos peludos. O subproduto do Lauril sulfato de sódio, chamado 1,4-dioxano é reconhecido por sua ação carcinogênica. Alguns efeitos negativos dessa substância em organismos vivos listados são: neurotoxicidade, desconexão endócrinas (disruptores endócrinos), alterações bioquímicas e celulares a nível de derme, irritação da pele e olhos, dentre outros.

Dioxano
A substância 1,4 dioxano é classificada como de alto risco pois apresenta alta capacidade cancerígena para seres humanos e animais, provocando importantes alterações em sistema nervoso central, rins e fígado. Também é importante contaminante de lençóis freáticos!

Diethanolamine ou DEA
Essa substância reage com conservantes nitrito e contaminantes para criar nitrosodietanolamina (NDEA), um conhecido e potente agente cancerígeno. Estudos indicam que ele parece bloquear a absorção de colina, aminoácido vital no desenvolvimento cerebral de todas as espécies animais. Esse aminoácido é especialmente importante na formação do feto e portanto requer atenção redobrada quando utilizado por mulheres grávidas ao banharem seus cães e gatos, além do próprio efeito nas fêmeas prenhes que utilizam esses produtos no banho.

Cocomide DEA ou MEA
O prefixo coco aqui dá uma falsa impressão de que é natural já que todos conhecem as maravilhosas funções do coco na saúde de animais e humanos. Esse produto não apresenta as maravilhas funcionais do coco, sendo usado em cosmetologia para produzir espumas no banho. Segundo o FDA (Food and Drug Administration), entidade americana usada como referência internacional quando o assunto é alimento ou drogas, essa substância é Classe Moderada dentro das cancerígenas, mas ainda assim potencialmente cancerígena, além de classifica-lo como disruptor endócrino, em especial da glândula tireóide. Aqui começamos a entender o porque de tantos problemas endócrinos em nossos queridos amigos peludos, além é lógico, dos nossos próprios!



Cocamidopropyl Betaine
Novamente o prefixo coco aparece aqui pra dar um ar de naturalidade à formulação, pelo fato de ser derivado do coco. Este produto químico é conhecido por causar irritação da pele, olhos e pulmões. Suspeita-se também que seja nocivo para o ambiente. Sob altas temperaturas e condições ácidas, ele também pode produzir nitrosaminas (compostos cancerígenos).
Perfumes
Muito cuidado com os aromatizantes que compõe o shampoo do seu peludo. Não esqueça que o olfato do cão é especialmente mais especializado e sensível que o nosso e por isso, perfumes que não sejam extraídos de plantas ou não se apresentem na forma de óleos essenciais devem ser rejeitados. Aromas e fragrâncias artificiais são responsabilizados por alteração na função imune do animal e de quem o banha e convive com ele, assim como reações alérgicas e de neurotoxicidade. 
Propileno Glicol
Além de um forte irritante da pele e causador de lesões importantes em fígado, rins e estômago, interfere com a absorção de nutrientes no intestino, causa deficiência de ferro e disfunção imunológica. Esse solvente é utilizado como anticongelante e selante em refrigeradores, motores de avião, tintas, esmaltes e outros, mas na cosmetologia é usado como umectante (retenção de umidade). Será possível que não hajam outros produtos mais seguros pra se utilizar em produtos pra cuidarmos da nossa pele/cabelo e da pele/pelo dos nossos bichos?

Polysorbatos
Emulsificante barato utilizado para que óleo e água se liguem e para que os perfumes se misturem às soluções, vem sendo responsabilizado por alterar o pH da pele e cabelo, além de conter Dioxane quando contaminado, composto sabidamente cancerígeno.

Parabenos
Esses são os grandes vilões da cosmetologia utilizados como conservantes, tem ação sabidamente carcinogênica, inibem a atividade da testosterona e tem efeitos muito semelhantes aos estrógenos (ginecomastia em homens, depósito de gordura e diminuição da massa muscular, câncer de mama, útero e bexiga). 
Você pode achá-los descritos nos rótulos como: metilparabeno, etilparabeno, propilparabeno, butilparabeno, parabeno isobutil ou E216. Sua utilização visa aumentar o prazo de validade dos produtos evitando contaminação por fungos e bactérias....e deixa de presente o câncer! 
Outros estudos também ligaram parabenos a desordens neurológicas e endócrinas como disruptores. Quer mais, ou tá bom assim?

Os ftalatos
Disruptores hormonais femininos e masculinos. Sua utilização relaciona-se com a fixação da fragrância às bases do sabão.

Corantes artificiais
São os mais conhecidos causadores de câncer e alergias.
Alguns exemplos pra deixar claro o que você deve procurar no rótulo dos shampoos: amarelo tartazina, D&C, FD&C, yellow 5 e muitos outros.

Etoxilado
Emulsificante que prejudica a defesa natural da pele, rompendo sua barreira de proteção e deixando mais vulnerável à desidratação e a entrada de microorganismos.

Óleo mineral
Utilizado na indústria cosmética como hidratante, emoliente e lubrificante, é um derivado de petróleo (subproduto da gasolina!) relacionado a alterações cutâneas como dermatites, eczemas, pústulas e pele ressecada. Veda os poros da pele impedindo-a de lançar seus próprios óleos à superfície para proteger-se, assim como impede que o organismo jogue suas toxinas fora. Também chamado paraffin oil ou mineral oil.

Álcool isopropílico
Esse álcool ao entrar em contato com o corpo transforma-se em acetona, que irrita e intoxica a pele, o coração e o pulmão, além de deprimir seu funcionamento. Alteram significativamente a hidratação da pele.
Outros nomes e outros álcoois igualmente nocivos: isopropanolol, isopropilo (DP-40)

Methylchloroisothiazolinone
Poderoso agente cancerígeno que também sobrecarrega e intoxica diversos órgãos, é usado como conservante e antifúngico.



E os condicionadores?
Absolutamente desnecessários quando você utiliza shampoos livres dessas porcarias descritas acima que tiram a oleosidade natural e protetora do cabelo, substituindo-a por óleos artificiais. Mas se faz questão de usar e acha que o pelo do seu bicho precisa disso pra ficar saudável, temos uma opção natural pra você de Saboaria Artesanal http://bit.ly/CondicionadorPetNaturalBI


Vamos pensar juntos: 
·        Os pelos do seu cão cobrem toda a superfície corpórea dele 
·        Sofrem trocas de pelo a cada 21-23 dias
·        Produzem suas próprias gorduras que protegem a pele e o pelo a partir  de  matéria prima vinda de alimentação saudável
Então porque tanto banho e tanta química pra banhar? Menos banho e menos química só irão acrescentar a saúde integral do seu cão.
Esse é o banho bom!!!!!
Então como eu faço pra banhar meus cachorros com segurança ?
Use preferencialmente sabonetes à shampoos. Porque ? Por serem eficientíssimos na retirada de sujeira e terem muito menos química em sua formulação. Ainda assim prefere shampoo? Então procure shampoos livres dessas substâncias citadas acima e que utilizem as substâncias citadas abaixo, naturais, produzidos de forma artesanal, com óleos saponificados, óleos essenciais e extratos botânicos.                                             
Alguns exemplos de ingredientes naturais pra você e para os seus peludos:
·        Óleo de coco, oliva,  jojoba,  andiroba, amêndoas, mamona
·        Óleos essenciais  em sua grande variedade, especialmente utilizados em situações específicas para       hidratar, fortalecer, fortificar, embelezar...
·        Conservantes naturais como vit. C, E, extratos de ervas como alecrim e tomilho e alguns óleos essenciais como o de orégano e canela.
·        Extratos de ervas como a maravilhosa babosa (Aloe Vera), alecrim e uma infinidade de outras maravilhas da natureza.
Os sabões saponificados utilizam soda cáustica no processo chamado lixívia, na qual a soda (base alcalina) ao entrar em contato com a gordura resulta em sabão + glicerina. O processo cold process a frio é o melhor por manter os efeitos medicinais dos óleos essenciais e extratos erbais.

Algumas diferenças dos shampoos naturais
·        Fazem menos espuma
·        São menos viscosos, não utilizam espessantes
·        Devido a ausência de corantes, os shampoos naturais variam de um castanho claro a um castanho escuro, mais opacos nas temperaturas mais frias e mais translúcidos nas temperaturas mais quentes
·        Condicionadores apresentam uma textura mais leve e gelatinosa
·        Sabonetes fabricados pelo cold process (à frio) são mais macios e devem ser colocados em saboneteiras com drenos, para que não amoleçam ao ficarem semi-imersos em água. São mais macios e mais hidratantes em relação aos convencionais.
·        A mudança de uma linha de produtos de saboaria convencional para uma linha artesanal sem aditivos deve ser feita observando-se uma fase de adaptação do pelame e da pele do cão, assim como do cabelo e da pele do tutor, pois nas primeiras lavagens o pelo e o cabelo ficarão com aspecto mais “pesado” e oleoso, sem muito movimento. À medida que as lavagens se sucedem, toda a química impregnada nos fios vai sendo retirada, novos pelos/cabelos surgem e então o novo shampoo/sabonete pode agir e responder melhor aos itens leveza e movimento.
·        Cães não precisam nem devem ser banhados com frequência, não há a necessidade disso. Estipule um prazo condizente com o manejo dele. Certamente um cão que dorme na cama com os tutores ou na no sofá da sala precisa de mais banhos do que um cão que dorme no quintal; os que tem um cheiro mais marcante talvez precisem de um banho mais frequente. Use o bom senso e um bom shampoo ou sabonete.
·        Use mais sabonetes do que shampoo, eles limpam melhor!
·        Gatos não precisam tomar banho! Não faz parte de uma necessidade da espécie. Eles se lavam lambendo-se. Preserve esse hábito, mantenha a gatice que lhe pertence.



      E quem já não ouviu dizer que shampoo de gente não deve ser usado em bichos pois o pH da pele é diferente e vai fazer mal e blábláblá.... mais uma sementinha plantada pelo conflito de interesses das grandes empresas! Vamos acordar? As fábricas de ração querem que você acredite que ração é melhor que comida natural! Os grandes laboratórios de medicamentos veterinários também querem fazê-lo acreditar em que doenças se tratam com remédios, um pra cada coisa, um pra cada espécie e que vacinas quanto mais melhor, que doenças se curam com remédios e não com com alterações no estilo de vida e blábláblá.... Shampoos sem química não fazem mal, sejam para pessoas ou para bichos! A pele tem um enorme potencial de neutralização de ácidos fracos ou bases. Usando produtos com matéria prima de primeira qualidade, naturais, sem aditivos teremos melhores resultados gerais e daí você experimenta qual vai ser melhor pra esse ou aquele cão.

Quer cuidar de forma integral e natural do seu amigo peludo? 

Fiscalize os rótulos, verifique os ingredientes, pesquise a filosofia da empresa que o produz, verifique se testam produtos em animais, se os produtos são 100% biodegradáveis e se a empresa tem envolvimentos sócio-ambientais com uma pegada sustentável, se eles fazem a diferença... Faça você também a diferença!



FONTES:



Quer ver um vídeo delícia pra relaxar agora? Aposto que esse banho tinha óleos essenciais!!!!!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sete vantagens do Uso da Homeopatia em Veterinária:

1. Não requer experimentação cruenta em animais.

2. Não utiliza drogas de elaboração industrial, artificial, tóxicas e/ou contaminantes.

3. Pode prescindir de vacinas ou outros meios artificiais para a prevenção das chamadas enfermidades contagiosas evitando assim, muitas vezes, sérios efeitos colaterais negativos.

4. Promove de forma terapêutica e favorece ideologicamente mudanças de atitude vital, tanto dos pacientes quanto dos terapeutas e cuidadores, ajudando na construção de um mundo melhor.

5. Custo baixo!

6. Trata surtos epidêmicos em populações tanto de forma profilática quanto terapêutica.

7. Ao reequilibrar a energia vital do enfermo atua sobre o organismo como um todo (holos) melhorando não só os sintomas físicos como também os mentais, melhorando as relações com o ambiente, os sofrimentos, os medos, etc.