segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Dicas de manejo doméstico com o paciente atópico

Seu cão tem atopia? Quer saber como melhorar sintomas como coceira intensa e vermelhidão?
Se o diagnóstico que o seu veterinário fez do caso de pele do seu cão foi de atopia ou dermatite atópica então agora você precisa se informar quanto às possibilidades de tratamentos e manejo desse paciente tanto para minimizar os sintomas (coçar incessante, vermelhidão da pele, traumatismo e alopecia) quanto para melhorar a qualidade de vida dele.
Temos um excelente texto que fala sobre a visão holística da atopia e de possibilidades relacionadas ao tratamento com medicina natural: http://bit.ly/atopia-BI e acho que todo tutor de paciente atópico devia conhecer esse outro lado, esse outro olhar no compreender e tratar a dermatite atópica.
Nesse texto vou te passar algumas dicas de manejo que vão melhorar a convivência com o atópico e a qualidade de vida dele.
Vamos a elas:

Orientações Gerais para Manejo do Paciente Dermatológico com suspeita ou diagnóstico de dermatite atópica (Atopia):
  • Diminuir a quantidade de alérgenos no ambiente e também de agentes potencialmente irritantes é imprescindível nessa guerra contra a atopia. A indicação é limpeza ambiental apenas com substâncias com o mínimo potencial de causar estímulos alergênicos (causador de sintomas alérgicos) como detergente neutro, água, álcool, bicarbonato de sódio, limão e vinagre.  
  • Nada de cortinas e tapetes, quanto mais limpa a casa melhor. Faça um teste, retire tapetes e cortinas por 30 dias e verá a diferença. Se não pode tirar as cortinas por exemplo, use as que são mais leves e fáceis de lavar ou limpar, e faça isso pelo menos 1x/mês!
     
  • Nunca varra o ambiente em que se encontra um animal atópico para não levantar poeira. Use pano umedecido com água e vinagre (1 colher das de sopa de vinagre branco para cada 250 ml de água).
    • Utilização de aspirador de pó também minimiza as possíveis reações em função de ácaros e o próprio pó doméstico. Utilizar o aspirador de pó 2x/semana no mínimo (casos graves diariamente) na casa e em especial nos locais onde o pó e os restos de pele e pelo podem se localizar como as caminhas e sofás.
    • Sol, luminosidade, e oxigênio nos aposentos da casa.
    • Caminhas, colchões, casinhas e paninhos devem ser colocadas no sol, se possível, diariamente.
    • Dia de faxina é dia de tirar o cão atópico de casa. Leve-o pra casa da avó, leve-o para o day care, para um hotelzinho, deixe-o em um cômodo durante todo o tempo mas não permita que fique circulando pela casa.
    • Seu peludo sobe no sofá? Então é importante aspirar esse sofá, inclusive nos espaços entre o assento e o encosto, nas laterais dos braços do sofá e se as almofadas podem ser removidas, tire tudo e dá-lhe aspirador de pó. Depois de aspirado, coloque uma colcha sobre ele, e troque-a diariamente, lavando e secando ao sol, se possível. Ah! Não use amaciantes de roupa, seus vapores são extremamente tóxicos para quem coloca o focinho tão próximo do objeto! Use vinagre de álcool no lugar do amaciante, você vai se surpreender!
  • Não permitir, em nenhuma hipótese, o acesso do paciente atópico a parte debaixo da cama ou sofá. Esse é o local considerado como o que tem mais ácaros na casa,  pois ficam na parte de baixo do colchão e estrado. Quando entram embaixo das camas além de aspirar esse ar repleto de ácaros e pó, esses alérgenos irão se depositar sobre o pelo do bicho propiciando mais e mais reações alérgicas de coceira e vermelhidão. Impeça o acesso, mude de cama se preciso! Mas faça direito, não adianta encher de malas e colchões e caixas embaixo da cama pois isso vai piorar a situação em vez de resolvê-la!
  • Seu cão atópico dorme com você na cama? Esse parece ser o local com maior quantidade de ácaros na casa! Evite e se não for possível, troque a roupa de cama diariamente com cuidado pra não espalhar ácaros pelo ambiente!
  • Escove seu cão atópico DIARIAMENTE no final do dia! Fora de casa de preferência, com escova de cerdas. Dessa forma você estará tirando de cima dele os alérgenos que ficaram sobre a sua superfície do seu corpo depois de um dia inteiro de atividades! Ah! A escova tem que ser lavada com detergente neutro ou sabão de coco ou sabonete de glicerina, enxaguada e ficar de molho em um recipiente com água e bicarbonato de sódio (1 colher das de chá para 250 ml de água) por no mínimo 2 horas. Depois enxague-a novamente e pendure pra secar no sol de preferência.
  • Escova de cerdas: podem ser usadas em todos os tipos de pelagem e podem variar de acordo com o espaço entre as cerdas e o comprimento delas. No geral, quanto mais longos os pêlos mais espaço entre as cerdas e maior deve ser seu comprimento na escova. Ainda quanto mais grosso forem os pêlos, mais rígida deve ser a cerda.
  • Assista abaixo o vídeo sobre ácaros:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sete vantagens do Uso da Homeopatia em Veterinária:

1. Não requer experimentação cruenta em animais.

2. Não utiliza drogas de elaboração industrial, artificial, tóxicas e/ou contaminantes.

3. Pode prescindir de vacinas ou outros meios artificiais para a prevenção das chamadas enfermidades contagiosas evitando assim, muitas vezes, sérios efeitos colaterais negativos.

4. Promove de forma terapêutica e favorece ideologicamente mudanças de atitude vital, tanto dos pacientes quanto dos terapeutas e cuidadores, ajudando na construção de um mundo melhor.

5. Custo baixo!

6. Trata surtos epidêmicos em populações tanto de forma profilática quanto terapêutica.

7. Ao reequilibrar a energia vital do enfermo atua sobre o organismo como um todo (holos) melhorando não só os sintomas físicos como também os mentais, melhorando as relações com o ambiente, os sofrimentos, os medos, etc.