segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Controle natural de pulgas e carrapatos: primavera à vista!


A primavera chegará em alguns dias e junto com as flores que ela nos traz vêm também um período de maior calor e umidade, propícios para a propagação de carrapatos, pulgas e mosquitos..... e agora?  Como controlar o aumento desses parasitas nos nossos cães e no ambiente sem envenená-los e ao ambiente colocando em risco a saúde dos nossos amigos peludos, dos nossos filhos, da nossa saúde e do ambiente em geral?
                                                                                                                                                               
É incrível como cada vez mais as pessoas utilizam venenos no ambiente e nos cães e esquecem que esses venenos fazem mal para todos os envolvidos no processo. Desde shampoos e sabonetes com venenos fortes que manipulamos ao banhá-los, até coleiras e produtos que passamos sobre sua pelagem e na casa, todos são feitos com substâncias químicas perigosas a nossa saúde  e a saúde dos nossos pets. Importante lembrar que os estudos de segurança desses produtos obedecem a interesses da indústria farmacêutica e são estudos patrocinados por essa indústria com resultados duvidosos. Nenhum estudo avalia, por exemplo, os efeitos do uso de coleiras antiparasitárias por longos períodos de utilização. Não há estudos comparando populações que usaram esses venenos a vida toda, da infância até a senilidade, com populações que não os usaram, relacionando a incidência de câncer, de doenças hepáticas, doenças de pele e a doenças semelhantes nos tutores de cães e gatos que os utilizam. Portanto, fique atento com essa história de que “não faz mal”, ok? Como uma coisa que tem um cheiro fortíssimo de inseticida pode não fazer mal pro seu peludo e pra sua família?


Não esqueça que segundo o ciclo de pulgas e carrapatos os parasitas que você enxerga sobre o cão ou gato corresponde a apenas 5% do total de formas espalhados no ambiente. Traduzindo: para cada cinco pulgas/carrapatos encontrados no seu peludo existem 95 outras formas presentes no ambiente na forma de ovos, pupas e larvas que se transformarão em breve em novos parasitas adultos perpetuando esse criatório na sua casa!


Quais as formas naturais de combate aos parasitas ?
São muitas! Mas tem que ser usadas com mais frequência, nos animais e no ambiente. São elas:

CARRAPATOS

O ideal é a combinação de uma homeopatia interna de Fator Ectocão diariamente na comida ou na água ou direto na boca como descrito na bula do produto ou na loja virtual + fitoterápico de uso interno Tickz  que é usado por 10-15 dias e protege por 2-3 meses, adicionado ao alimento e o Neem para uso no ambiente e nos cães a cada 5 dias. O Ectocão é um bioterápico feito com os carrapatos, bernes e moscas de orelha, em várias fases de vida, que é ultra diluído na forma homeopática e que também age a nível de reprodução, impedindo a proliferação dos carrapatos. O Tickz é uma combinação de fito ativos de várias plantas que agem sinergicamente propiciando o controle de pragas como carrapatos, pulgas, piolhos, bernes e outros.

O Neem age diminuindo a postura de ovos da fêmea e a viabilidade dos ovos no ambiente, é um anticoncepcional que ao longo do tempo vai deixando as carrapatos estéreis!
São muito eficientes mesmo em infestações grandes, mas o efeito não é magico de um dia pro outro. Não desista. Em 40 dias aproximadamente não terá mais o problema ou terá minimizado muito.
O mais novo integrante do grupo de repelentes naturais é o produto ORGAVET que é uma combinação de óleos essenciais (sinergia) e extratos de ação repelente. Um flaconete por cão a cada 15 dias e também pode ser passado no ambiente, diluído em água, conforme explicado no link acima.



PULGAS

Para o controle natural de pulgas usamos medicamentos e manejo ambiental:

Aspirador de pó: usar pelo menos 2 vezes por semana em infestações fortes. Não deixar de colocar um produto anti-pulgas em pó no saco do aspirador, caso você o reaproveite. Todos os ovos, pupas e pulgas adultas aspiradas podem sobreviver dentro do aspirador e se proliferar caso você não tome providências. Uma ótima opção é o homeopático Fator P&P canil em glóbulos. Use 10 glóbulos amassados dentro do saco do aspirador ou também pode utilizar o pó de folhas de neem na quantidade de 2 colheres de sopa de pó dentro do saco do aspirador.

Fator P&P canil: para ser utilizado no ambiente em geral. São glóbulos que diluídos em água podem ser borrifados em todo o ambiente sem causar qualquer dano a bicharada. Sem sabor e sem odor. Usado em caminhas, tapetes, sofás, e em todos os locais onde eles se deitam e que costumam ser os locais onde há a infestação com ovos que eclodem. Esses produtos podem tanto ser diluídos em água e passados com pano ou borrifados, como colocados nos cantos, nas áreas externas, em todos os locais onde os bichos se deitam e onde as pulgas descem pra colocar seus ovos, na forma de glóbulos, pó ou diluídos em água . Também é um produto homeopático que não deixa vestígios tóxicos no ambiente. Usar duas vezes por semana!


Fator P&P animal glóbulos pra colocar na água da turma, no bebedouro. Não tem gosto e é feito com a pulga em todas as suas etapas de crescimento. Produto homeopático. Usar diariamente a cada troca de água, 10 glóbulos por bebedouro independente da quantidade de bichos.

Fator P&P talco, homeopático também, sem cheiro ou sabor. Em gatos gosto mais dessa forma em talco pra usar. Em spray eles não toleram muito.

Repel Neem spraypronto pra uso ajuda no controle de pulgas, moscas, mosquitos e carrapatos em especial.

Agora arregace as mangas e comece essa transformação na sua forma de cuidar e pensar na saúde da sua família!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sete vantagens do Uso da Homeopatia em Veterinária:

1. Não requer experimentação cruenta em animais.

2. Não utiliza drogas de elaboração industrial, artificial, tóxicas e/ou contaminantes.

3. Pode prescindir de vacinas ou outros meios artificiais para a prevenção das chamadas enfermidades contagiosas evitando assim, muitas vezes, sérios efeitos colaterais negativos.

4. Promove de forma terapêutica e favorece ideologicamente mudanças de atitude vital, tanto dos pacientes quanto dos terapeutas e cuidadores, ajudando na construção de um mundo melhor.

5. Custo baixo!

6. Trata surtos epidêmicos em populações tanto de forma profilática quanto terapêutica.

7. Ao reequilibrar a energia vital do enfermo atua sobre o organismo como um todo (holos) melhorando não só os sintomas físicos como também os mentais, melhorando as relações com o ambiente, os sofrimentos, os medos, etc.