quinta-feira, 21 de julho de 2016

Neem na prevenção de picadas de pulgas, carrapatos e mosquitos

Quem nos acompanha sabe que nosso carro chefe na profilaxia de infestações por carrapatos, pulgas e contra picadas de mosquitos é o Neem. Já trabalhamos com ele há muitos anos, indicando e vendendo em nossa loja virtual. Esse texto que se segue é um fragmento do texto postado no blog Seu Buldogue Francês que acompanho a muitos anos e cuja editora, Camille Chamonix considero como um exemplo quando o assunto é criação de cães. Esse texto explica as ações do Neem com detalhes e acho que servirá para tirar as dúvidas de muitos leitores. O texto na íntegra está disponível em http://bit.ly/neem-MBF

Na loja virtual do Bicho Integral você encontra o Neem em várias formas: http://bit.ly/neem-bi

Sobre sua ação contra pulgas, carrapatos e mosquitos, o neem age das seguintes maneiras:

1. Inibe a atividade dos neurônios receptores de sensibilidade gustativa da cavidade oral dos insetos, ou seja, faz com que esses insetos não queiram "picar" os nossos animais, por isso é repelente;

2. Caso eles piquem o animal, ocorre uma modificação da fisiologia digestiva do inseto, reduzindo a capacidade alimentar ao longo do tempo, levando o adulto à morte por inanição; 

2. O neem penetra na cutícula dos insetos (ninfas e adultos), inibindo a síntese de quitina. A quitina é a responsável pela rigidez da carapaça. Mas, sem essa proteção, o inseto fica muito susceptível a doenças (fungos e bactérias) e à perda de água, levando à morte por desidratação;

3. O neem que penetrou no inseto causa deformidades, dificultando a locomoção, comunicação sexual e reprodução desses insetos;

4. As fêmeas dos insetos consomem sangue pois precisam de energia para a reprodução e fazer as posturas dos ovos! Com o neem sobre elas, ocorre uma alteração hormonal, fazendo com que a postura seja inibida;

5. O neem fica acumulado no sistema endócrino dos insetos, causando uma barreira cerebral, deixando-os sem saber o que fazer, como comer, pro exemplo;

6. Caso existam ovos e larvas no ambiente, o neem impede que a eclosão dos ovos e causa a morte das larvas muito rapidamente. Por isso, também, no pratinho de água das minhas plantas, borrifo neem;

7. "De quebra", o neem ainda possui atividade bactericida, fungicida e antiviral. Por isso, é usado com muito sucesso no tratamento de dermatites, tão frequentes nos frenchies."

" A utilização do neem é benéfica, porque atua em todo o ciclo de vida das pulgas (ovos, larvas, ninfas e pulga adulta), conforme dissemos acima."

Sobre os mosquitos:

"Falando especificamente sobre os mosquitos - que transmitem leishmaniose, verme do coração, dengue, zika, chikungunya, etc. - o neem tem uma ação muito particular: impossibilita os insetos de criar mecanismos de resistência genéticos a seus compostos, portanto não há "insetos resistentes ao neem". 

Toxicidade

"O neem não é tóxico, não agride a saúde do animal ou a nossa saúde, nem o meio ambiente!"

Temos algumas postagens mais sobre o Neem aqui no blog que podem ajudá-lo a decidir definitivamente sobre mudar de vez o controle de parasitas externos dos seus peludos e colaborara para a saúde deles, de todos os que convivem com eles e ainda do meio ambiente. 

Leia: http://bit.ly/leishmaniose-e-neem 

http://bit.ly/controle-natural-pulgas-carrapatos

No Holistipet - 1o. Congresso Holístico de Cuidados para Cães e Gatos, que realizamos em abril/2016 em parceria com o Cachorro Verde, uma das palestras proferidas pela Dra. Sylvia Angélico foi exatamente sobre esse assunto: 
"Previna pulgas, carrapatos e vermes com alternativas naturais"
O Congresso ainda pode ser adquirido, entre lá e aproveite!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sete vantagens do Uso da Homeopatia em Veterinária:

1. Não requer experimentação cruenta em animais.

2. Não utiliza drogas de elaboração industrial, artificial, tóxicas e/ou contaminantes.

3. Pode prescindir de vacinas ou outros meios artificiais para a prevenção das chamadas enfermidades contagiosas evitando assim, muitas vezes, sérios efeitos colaterais negativos.

4. Promove de forma terapêutica e favorece ideologicamente mudanças de atitude vital, tanto dos pacientes quanto dos terapeutas e cuidadores, ajudando na construção de um mundo melhor.

5. Custo baixo!

6. Trata surtos epidêmicos em populações tanto de forma profilática quanto terapêutica.

7. Ao reequilibrar a energia vital do enfermo atua sobre o organismo como um todo (holos) melhorando não só os sintomas físicos como também os mentais, melhorando as relações com o ambiente, os sofrimentos, os medos, etc.