segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Enriquecimento ambiental : qual a importância para o seu cão e gato?



Cada espécie animal apresenta um comportamento próprio natural que já vem impresso com a sua genética Além da manifestação genética e da individualidade de cada ser, a expressão epigenética desse comportamento, ou seja o aprendizado decorrente das influências ambientais, das suas relações sociais, da nutrição, da qualidade de vida do seu dia a dia, também influenciam na biologia comportamental do indivíduo.



Gastar a energia é uma necessidade da máquina animal, assim como entreter-se e relacionar-se com o mundo circundante. Ao mantermos nossos cães e gatos em ambientes estáticos, onde nada de novo acontece, sem estímulos que os façam exercer suas cachorrices e gatices, o tédio é o resultado e dele podem surgir situações de frustração acompanhadas de alterações comportamentais compensatórias, compulsivas e exageradas. A falta de estímulos no ambiente somada a ausência dos tutores que trabalham a maior parte do tempo assim como a falta de interações sociais inter e intra específicas (entre espécies diferentes e entre indivíduos da mesma espécie respectivamente) geram desequilíbrios e conflitos que os bichos não sabem resolver. 



Como exemplo de comportamentos compensatórios temos a lambedura ou coçar excessivos que podem evoluir para automutilação, destruição ambiental ou de objetos da casa, latidos ou choro excessivos, apatia e falta de apetite, transtornos obsessivos compulsivos, proteção de objetos de forma doentia, agressividade, coprofagia, ansiedade por separação e muitos outros distúrbios comportamentais próprios de cada espécie questão.



Quando identificamos e fornecemos a estimulação ambiental necessária para um ótimo desenvolvimento psicológico e fisiológico, proporcionando um dia a dia dinâmico em ambientes que forneçam opções de escolha, incentivando comportamentos e habilidades próprias á espécie em questão, estamos agregando bem estar à vida dos nossos amados peludos. A conservação dos instintos de cada espécie deve ser respeitada e estimulada, inclusive como ferramenta no enriquecimento do ambiente, evitando o estresse da domesticação e da inércia. Quando observamos o comportamento natural dos cães e gatos no que diz respeito à busca de alimento e água, abrigo, defesa do território, cuidado com predadores, lazer e busca de parceiros sexuais ou sociais, podemos utilizar esse conhecimento para enriquecer o ambiente.



Em tempos modernos onde muito se fala sobre melhoria da qualidade de vida, além dos passeios e brincadeiras que são uma forma excepcional de gastar essa mina de energia dos animais, em especial cães, podemos utilizar técnicas de enriquecimento ambiental bem simples e que propiciem momentos de envolvimento, atenção, concentração e prazer para nossos bichos, trazendo satisfação e atividades ao seu dia a dia, mesmo quando os tutores não estão em casa!



AGITANDO A ROTINA DO SEU BICHO

Enriquecimento com brinquedos: o uso de brinquedos de enchimento como o Kong, pyramide, buster, cube e outros que você encontra nos petshops são opções muito eficientes. Alguns brinquedos podem ser preenchidos com petiscos comerciais saudáveis como os que você encontra na loja virtual do Bicho Integral https://www.loja.bichointegral.com.br/alimentacao-natural/petiscos/ ou petiscos caseiros saudáveis feitos por você como fígado desidratado, pedaços de frutas e biscoitos caseiros. Mude sempre os brinquedos, não deixe todos a disposição, eles enjoam, faça rotação entre eles, semanalmente ou à cada 3-4 dias, isso vai torna-los mais atrativos! Use sua imaginação, aproveite caixas de papelão, fitas, pedaços de tecidos, crie, reinvente, aproveite!!!!






Enriquecimento cognitivo: treinamento/adestramento (sempre por reforço positivo com petisco saudável, carinho e elogios!), brincadeiras de esconde-esconde, brinquedos de quebra cabeça, comedouros lentos, saborização da água com ervas aromáticas, esconder e achar alimentos e odores... A opção caseira com garrafa pet é a mais utilizada. Fazemos furos ligeiramente maiores do que os pedaços de frutas ou biscoitos caseiros ou fígado desidratado por exemplo e ao movimentar essa garrafa os petiscos saudáveis cairão pelos buracos e farão os bichos se movimentarem em busca do atrativo alimentar. Você também pode esconder petiscos saudáveis pela casa, atrás de móveis, embaixo de almofadas, tapetes e no terreno da casa quando houver.



Enriquecimento social: passeios, brincadeiras, creche, esportes ao ar livre, passeios de carro....




Enriquecimento do ambiente físico: piscinas, canteiros ou floreiras com ervas aromáticas, caixas de papelão, bolinhas, pingentes, arranhadores, prateleiras, túneis de pano, fontes de água potável,
Enriquecimento sensorial: bolinhas de sabão, sorbês de frutas e chás aromáticos, feromônios específicos, acesso à janelas teladas, sacadas e janelas com vidros, farejar alimentos e odores escondidos, passeios para farejar. Os ossos recreacionais são outra motivação aos peludos quando o assunto é divertir-se e preencher o tempo ocioso. Além disso exercitam a musculatura de mastigação e limpam os dentes das indesejáveis e maléficas placas bacterianas (tártaro). Vejam aqui a relação dos ossos recreativos naturais e suas indicações: http://www.cachorroverde.com.br/ossos-recreativos/




Divirta e canse o seu bicho, isso fará dele um ser mais feliz e certamente menos doente!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sete vantagens do Uso da Homeopatia em Veterinária:

1. Não requer experimentação cruenta em animais.

2. Não utiliza drogas de elaboração industrial, artificial, tóxicas e/ou contaminantes.

3. Pode prescindir de vacinas ou outros meios artificiais para a prevenção das chamadas enfermidades contagiosas evitando assim, muitas vezes, sérios efeitos colaterais negativos.

4. Promove de forma terapêutica e favorece ideologicamente mudanças de atitude vital, tanto dos pacientes quanto dos terapeutas e cuidadores, ajudando na construção de um mundo melhor.

5. Custo baixo!

6. Trata surtos epidêmicos em populações tanto de forma profilática quanto terapêutica.

7. Ao reequilibrar a energia vital do enfermo atua sobre o organismo como um todo (holos) melhorando não só os sintomas físicos como também os mentais, melhorando as relações com o ambiente, os sofrimentos, os medos, etc.