sábado, 7 de março de 2020

Benefícios do Jejum Intermitente na saúde do seu cão




O jejum é a abstinência total da ingesta de alimentos durante um determinado período de tempo. O tipo de jejum praticado deve ser escolhido individualmente, dependendo dos objetivos e especificações de cada caso

Quando o alimento é ingerido, os níveis de açúcar no sangue aumentam (glicemia), e ocorre liberação da insulina que é o hormônio chave para o aproveitamento imediato e o armazenamento da energia não consumida. Normalmente nossos peludos ingerem mais energia do que seu organismo precisa utilizar de imediato, tanto na forma de refeições com quantidades exageradas e/ou disponibilizadas à vontade, quanto na forma de petiscos. O restante dessa energia é armazenada no fígado e no tecido muscular na forma de glicogênio para uso posterior

Durante os estágios iniciais do jejum, a glicose sanguínea e a insulina caem, e à medida que as moléculas de glicose e o glicogênio (glicose armazenada) se esgotam, o
corpo passa a utilizar a gordura como fonte primária de energia, entrando em estado metabólico de cetose

Essa pausa no processo digestivo permite que o organismo possa focar em suas funções de reparo celular e rejuvenescimento dos tecidos ao invés de precisar continuamente despender energia com o processo de digestão. Assim, desencadeia-se um processo chamado AUTOFAGIA. uma auto faxina que permite ao corpo reciclar e limpar detritos celulares e resíduos que se acumulam com o tempo


Alguns benefícios do jejum em cães 

- Perda e manutenção do peso 
- Redução dos níveis de glicose e Insulina 
- Redução de marcadores de inflamação e doenças crônicas 
- Neuroplasticidade – criação de novos neurônios e sinapses 
- Saúde Cardiovascular 
- Reparo celular – Autofagia 
- Redução do dano oxidativo - Longevidade 
- Upgrade imunológico e metabólico 
- Otimização mitocondrial 





Quem pode?

Cães adultos saudáveis
Cães doentes (jejum terapêutico) somente com orientação veterinária


Quem não pode?

Filhotes
Idosos sem orientação veterinária
Diabéticos
Animais que vomitam ao jejuar


E como fazer esse jejum?

São várias as possibilidades

-  intervalos de 8 hs entre as refeições + água (Ex: às 10 e 18hs)
- intervalos de 12 hs entre as refeições + água (Ex: às 10 e 22 hs)
- intervalos de 16 hs entre as refeições + água (Ex: às 6 e às 22 hs)
- intervalos de 24 hs entre as refeições + água (Ex: às 18 hs todos os dias da semana)
- 1x/semana - o cão come normalmente 6 dias na semana e jejua 1 dia - apenas água

Esses são alguns exemplos, converse com o veterinário do seu cão para criarem um protocolo específico para seu amigão!!!

Quando permitimos que o organismo do cão se concentre em outras atividades metabólicas, ele conserva energia, desintoxica e constrói resistência a doenças 


IMPORTANTE: 
- água sempre à vontade! 
- nada de petiscos entre as refeições! 
- pergunte ao veterinário do seu cão se ele PODE fazer jejum e QUAL intervalo de tempo é mais apropriado para ele!


E por fim, se você leu o post inteirinho até aqui, está de parabéns!!! 
Você é especial!

Resista aos olhares encantadores, a saúde do seu bicho vale a pena!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sete vantagens do Uso da Homeopatia em Veterinária:

1. Não requer experimentação cruenta em animais.

2. Não utiliza drogas de elaboração industrial, artificial, tóxicas e/ou contaminantes.

3. Pode prescindir de vacinas ou outros meios artificiais para a prevenção das chamadas enfermidades contagiosas evitando assim, muitas vezes, sérios efeitos colaterais negativos.

4. Promove de forma terapêutica e favorece ideologicamente mudanças de atitude vital, tanto dos pacientes quanto dos terapeutas e cuidadores, ajudando na construção de um mundo melhor.

5. Custo baixo!

6. Trata surtos epidêmicos em populações tanto de forma profilática quanto terapêutica.

7. Ao reequilibrar a energia vital do enfermo atua sobre o organismo como um todo (holos) melhorando não só os sintomas físicos como também os mentais, melhorando as relações com o ambiente, os sofrimentos, os medos, etc.